Lingues :   Português Español English Français

Contactez-nous  Fale conosco  - Quem somos? 
Estadas e excursões em Natal e no Rio Grande do Norte
  Accueil   Saiba mais   Visitas   Pacotes
Um clima excepcional
uma natureza de grande beleza

Venha visitar esse
        paraíso para o turismo
 Atrações   | Regiões   | Fotos   | Vídeos  








Recomendar: Recomendar no facebook Recomendar no twitter
Marés
Baixa
m
m
Alta
m
m


Notícias

22/10/2008 Info - Cidade da Ciência incentivará turismo científico em Natal
O conhecimento científico vai estar ao alcance de todos. O Governo do Estado começou a construir a Cidade da Ciência, um complexo formado por três blocos que receberam a denominação de Casa da Ciência (sede do complexo), Planetário e Parque do Conhecimento, numa área de cerca de 30 mil metros quadrados, localizada nos fundos da Secretaria de Infra-estrutura, no Centro Administrativo. A expectativa é que a obra fique pronta em meados de 2009.

Dos R$ 7,5 milhões destinados à construção do projeto, R$ 5,5 milhões – recursos exclusivos do Tesouro Estadual – serão empregados na obra física. Outros R$ 2 milhões, dos quais R$ 1,5 milhão são provenientes de convênio entre o Ministério da Ciência e Tecnologia e o Governo do Estado, que ainda assegurou uma contrapartida de R$ 500 mil, serão destinados à compra dos equipamentos para o Planetário.

"O projeto Cidade da Ciência não vem com a pretensão de substituir a escola, mas somar-se aos esforços dela para produzir conhecimento. O que nós pretendemos é fazer com que o conhecimento científico chegue à população em geral", explica o historiador Helder Macedo, um dos técnicos da Fundação de Apoio à Pesquisa do Rio Grande do Norte (Fapern) responsáveis pelo gerenciamento do projeto.

Voltado para estudantes, professores, público em geral e até turistas, o Cidade da Ciência acabará por se constituir num importante atrativo turístico, pois além do Planetário, a Casa da Ciência, com três pavimentos, terá um espaço para exposições itinerantes, um mezanino, onde ficará o memorial do invento e do inventor potiguar, e um outro espaço destinado à exposições permanentes.

No terceiro andar funcionará a sede da Fapern e um centro de documentação histórica sobre o Rio Grande do Norte para subsidiar pesquisas. "Em cima deste andar, terá um terraço para observação a céu aberto", frisou o historiador. O acesso ao Planetário se dará por uma passarela ligada à Casa da Ciência. Na sua cúpula interna não só será possível observar corpos celestes como também exibir projeções em 360 graus.
O Parque da Ciência é a área que circunda a Casa da Ciência e o Planetário. O Parque é composto por seis módulos, um dos quais, destinados a brinquedos interativos como joão-teimoso, balanço, elevador de mão, prato giratório, espelho de som (o popular telefone sem fio), giroscópio, entre outros. "Com estes experimentos, tanto as crianças como os jovens e os adultos poderão conhecer, de forma lúdica, muitos dos princípios da Ciência", informa Helder Macedo.

Por fim, haverá um espaço coberto denominado de Pavilhão Potiguar, exibindo mapas de todos os sistemas de serviços e abastecimento do Rio Grande do Norte, como eletricidade, telefonia, estradas e saneamento, e o Espaço Coletivo, uma espécie de praça de alimentação. Até aqui, a Ciência dá mostras de sua projeção no cotidiano das pessoas, pois os visitantes farão seus lanches ladeados por bancos de variados tamanhos para evidenciar o uso e compreensão das escalas matemáticas.



Fonte: Assecom/RN - 20/10/2008


<< Volta

Copyright�2008 BrasilRN D�vidas / Newsletter I Links Anuncie no BrasilRN / Seu servi�o gr�tis Fotos de Y.Masset